segunda-feira, 30 de maio de 2016

A Herdeira

"TRINTA E CINCO PRETENDENTES E UMA PRINCESA. 
UMA NOVA SELEÇÃO COMEÇOU."


"O que vem depois do 'felizes para sempre'?"



Sinopse: 
"Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, a filha mais velha do casal. Criada para ser uma líder forte e independente, ela nunca quis viver um conto de fadas como o de seus pais. Por isso, antes de conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, a jovem está totalmente descrente. Mas assim que a competição começa, a situação muda de figura, e Eadlyn percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível assim quanto imaginava."


  A Herdeira é o quarto livro da série "A Seleção" de Kiera Cass. Os três primeiros livros ( A Seleção, A Elite e A Escolha) contam uma incrível e cativante história de amor entre Maxon (Príncipe, de casta Um) e América (garota pobre, de casta Cinco). Eadlyn, a protagonista deste livro, é fruto deste romance. É a filha mais velha. Tem um irmão gêmeo, com o qual tem uma incrível relação de cumplicidade, Ahren, e mais dois irmãos mais novos: Kaden e Osten. Sempre soube que seu futuro era ser rainha, a pressão deste cargo futuro e essa imposição de que deveria demonstrar força culminaram em uma personalidade muito rígida.
  Muitas vezes achei Eadlyn mesquinha e esnobe, mas entendo o motivo deste comportamento, já que era cobrada dia e noite pelo seu dever de controlar um país. Apesar de não levar a sério sua Seleção no início, percebe-se sua evolução e mudança gradativa de pensamento. Os Selecionados precisam ser persistentes no início e aprender a lidar com a princesa. Com o tempo, ela se torna mais amiga deles e é aí que a razão começa a competir com o coração. Aos poucos Eadlyn começa a mudar sua visão sobre os garotos e isso é o começo da melhoria de sua personalidade.
  O término do livro me deixou completamente louca pela continuação, já que eu fiquei muito ansiosa para saber quem ela escolheria (e, apesar de indecisa, eu já tinha os meus favoritos). Fiquei extremamente grata à Kiera por ter me dado a oportunidade de curtir um pouco mais do universo de Illéa!